Hoje acordei muito DFW

Aguardava deitada de costas no sofá a análise de todos os feitos práticos e espirituais deste dia. A vida não é má, se todos os dias se concluíssem no sofá. Olho para cima e planando sobre a minha cabeça, leio no mesmo livro e pela milésima vez aquela célebre frase de Degas “ je voudraisContinuar lendo “Hoje acordei muito DFW”

Sobre o Terrorismo Poético da Negatividade Robert Walser, um homem discreto, burguês  e vulgar. Teve vários empregos subalternos – empregado de livraria, secretário de advogado, empregado bancário, operário de fábrica. Walser retirava-se de vez em quando de Zurique para a Câmara de Escrita para Desocupados.  Walser também foi parar aos manicómios. Ele dizia que eraContinuar lendo